Terreiro de candomblé é alvo de vandalismo e furto em São Pedro de Aldeia, no RJ

Local foi todo revirado e furtado em São Pedro da Aldeia — Foto: Divulgação/Arquivo pessoal


Um terreiro de candomblé, que funciona há 18 anos no bairro Boa Vista, em São Pedro da Aldeia, Região dos Lagos do Rio, foi alvo de vandalismo e furto. Os responsáveis pela casa só descobriram a depredação nesta quarta-feira (26) porque o espaço estava fechado desde o fim de semana.

De acordo com os religiosos, a casa foi toda revirada e objetos usados nos rituais de consagração aos orixás foram quebrados.

Um televisor, máquinas de cortar grama e de cortar pisos, além de joias que estavam dentro da casa foram furtados, ainda segundo os responsáveis pelo centro espírita.


Todo o dinheiro arrecadado para uma festa que aconteceria em outubro, cerca de mil reais, também foi levado durante a invasão.

O caso foi registrado na 125ª Delegacia São Pedro da Aldeia como ato de intolerância religiosa, seguido de furto. Nenhum suspeito foi encontrado.

Intolerância religiosa


Dados apontam 100 casos de intolerância religiosa em todo o Estado do Rio, entre Janeiro e maio deste ano.

A Comissão de Combate à Intolerância Religiosa do Rio divulgou os números dos registros: são 20 em Duque de Caxias e 15 em Nova Iguaçu, na Baixada, 10 em São Gonçalo e 15 em Campos, no Norte do estado. Os outros 40 terreiros seriam no Rio, segundo estimativa da comissão.

No Brasil, intolerância religiosa é crime desde 2007. A intolerância religiosa se caracteriza quando a pessoa não aceita a religião da outra, manifestando críticas, fazendo piadas ou praticando agressões.

FONTE: Portal G1 em 27/06/2019

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.