Centro de Umbanda no Cachambi é alvo de depredação; ‘Ato de maldade’, diz dirigente


Uma da imagens quebradas a paulada Foto: Foto do leitor / Via WhatsApp



O Centro de Umbanda A caminho da Paz, na Rua Manoel Alves, no Cachambi, Zona Norte do Rio, foi invadido no início da manhã desta quarta-feira e teve imagens quebradas a pauladas. Os restos foram jogados no chão, assim como pedaços de madeira usados no vandalismo. O caso foi registrado na 23ª DP (Méier) como intolerância religiosa. Uma equipe da perícia é aguardada no local.
A informação sobre a invasão no centro foi passada para o WhatsApp do Extra (21 99809-9952 e 99644-1263). Segundo a dirigente Cristina Fernandes, de 44 anos, vizinhos perceberam uma movimentação no imóvel entre 7h e 7h30m. O local conta com câmeras de segurança, mas elas estão desligadas pois passam por manutenção. Para Cristina, isso indica que o invasor - ou invasores - são pessoas próximas, que podem ter se aproveitado do momento para depredar o centro.

- Nós já fomos vítimas de hostilidades, mas nunca nada assim. Isso, com certeza, é gente tentando nos intimidar. Mas não vou deixar isso acontecer. As portas continuarão abertas. Não só desse, como dos outros cinco centros que temos. Fechar está fora de questão - disse a dirigente.

Cristina contou ainda que, ao saber da depredação, ficou assustada e com medo de sair de casa. Chamou alguns amigos para acompanhá-la até o centro. Mas não pretende desistir de levar o caso à frente:

- Que as pessoas que fizeram isso respondam na Justiça, até mesmo para que não façam igual em outros centros. Tínhamos dinheiro no caixa, que não foi levado. Tínhamos comida, que também não foi levada. Ou seja: foi um ato de maldade. Se fosse alguém com fome, eu nem chamaria a polícia. Trocaria a fechadura e tocaria a vida. Mas isso que aconteceu é inadmissível.


FONTE: Jornal Extra 04/02/2015

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.