Muçulmana é vítima de intolerância religiosa em Cuiabá

A Polícia Militar (PM) atendeu uma ocorrência de preconceito religioso neste sábado (7) à tarde. F. J. S. M., de 27 anos, solicitou uma guarnição em um posto de gasolina localizado na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá, e recebeu os policiais chorando e muito nervosa.

Ela informou aos policiais que é muçulmana e quando entrou na conveniência do posto um homem, chamado Edval Alves Ribeiro, de 44 anos, que estava em grupo ingerindo bebida alcoólica, começou a gritar "Insha Allah" repetidamente de maneira pejorativa para ela e o esposo, como se estivesse debochando do casal.

Ela sentiu-se ofendida e solicitou a presença da PM.

Os policiais militares chamaram Edval para conversar do lado de fora do estabelecimento, que se recusou a sair e a entregar os documentos pessoais.

Ao ser informado que seria encaminhado à Central de Flagrantes, o homem que desferiu os preconceitos também se recusou a acompanhar a guarnição. Quem o convenceu foram seus amigos.

O boletim de ocorrência foi registrado para as providências cabíveis serem tomadas.

FONTE: Folha Max em 08/05/2016

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.