Caminhando a Gente se Entende





A sociedade e o Estado brasileiro vêm presenciando, já há alguns anos, uma crescente manifestação de intolerância religiosa, inclusive com agressões físicas e destruição de patrimônios de cultos, particularmente contra as religiões de matrizes africanas, numa demonstração inconteste de desrespeito aos princípios constitucionais que amparam a sociedade brasileira.

Por esse motivo, se realizou no dia 21 de setembro de 2008, na Cidade do Rio de Janeiro, bairro de Copacabana, a “I Caminhada Pela Liberdade Religiosa: Eu Tenho Fé”, com objetivo de sensibilizar Esse evento foi o resultado de seis meses de trabalho de uma comissão criada a partir da comprovação de casos extremos de intolerância religiosa que aconteceram não só no Estado do Rio de Janeiro, mas em outras unidades da Federação.

A proposta do presente projeto visa manter a população mobilizada contra as práticas de intolerância religiosa, ressaltando a diversidade cultural de distintos cultos religiosos, garantindo assim os princípios constitucionais que regem o Estado Brasileiro.

A Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa é o único movimento cultural popular de massa, no mundo, com a característica de unir diversos credos em um só propósito. Liberdade Religiosa.

Através da realização de eventos culturais, debates, oficinas e seminários a Comissão de Combate a Intolerância Religiosa – CCIR, mobiliza durante todo o ano grande parte da sociedade civil organizada. Como resultado a Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa, desde o seu processo de organização, recebeu amplo apoio das diversas mídias e repercutiu nacionalmente, inclusive pela expressiva participação popular, com a presença de milhares de pessoas nas sete edições anteriores.

Por estes motivos a CCIR objetiva, mobilizar a sociedade civil em torno do tema da Liberdade Religiosa a participarem da “VIII Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa”, na orla de Copacabana, no dia 20 de setembro de 2015, saindo do posto 6 na Praia de Copacabana até o posto 2.

Assista o vídeo: 

video


FONTE: Comissão de Combate a Intolerância Religiosa – CCIR

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.